Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

FCMS divulga o resultado das atrações regionais selecionadas para o 16º Festival América do Sul

Apostando na diversidade artística e na criatividade de artistas de nosso Estado, a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul selecionou por Edital espetáculos nas áreas de música, teatro, circo e dança e obras audiovisuais que marcarão a programação do 16º Festival América do Sul Pantanal – FASP, a ser realizado de 26 a 29 de maio de 2022 em Corumbá. O resultado provisório dos artistas e obras selecionadas foram divulgados no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (25).

Música

Foram selecionadas 3 atrações musicais para o Palco Integração, 2 atrações musicais para o Palco do Moinho Cultural, 5 atrações musicais para o Circuito Comunidade e 4 atrações musicais para o Palco Rio Paraguai.

Foram inscritas 177 propostas, das quais 24 foram desclassificadas, 14 selecionados e 14 suplentes. Foram selecionadas as seguintes propostas e suplentes:

Categoria Palco Integração:

Titulares – 1º lugar Evelin Lechuga, 2º lugar Juci Ibanez, 3º lugar Vinil Moraes.

Suplentes – 4º lugar Grupo Acaba, 5º lugar Dovalle, 6º lugar Marcos Assunção.

Categoria Palco do Moinho Cultural:

Titulares – 1º lugar Urben, 2º lugar Adilson Big.

Suplentes – 3º lugar Gustavo Vilarinho e Lucas Rosa, 4º lugar Laís Fujyama.

Categoria Circuito Comunidade:

Titulares – 1º lugar SoulRa, 2º lugar Lulu Mello, 3º lugar Rockers Sound System, 4º lugar Alex Silveira, 5º lugar Maringá Borgert.

Suplentes – 6º lugar Jool Azul, 7º lugar Raphael Vittal, 8º lugar Misbehavior, 9º lugar CPS, 10º lugar MC Anarandá.

Categoria Palco Rio Paraguai:

Titulares – 1º lugar Beget Lucena, 2º lugar Muchileiros, 3º lugar Jackeline Sanfoneira, 4º lugar RCR.

Suplentes: 5º lugar Paulo Arguelo, 6º lugar Murilo Martinez, 7º lugar Brow MC’s, 8º lugar Gilson Espíndola.

Artes Cênicas

Foram selecionadas 9 atrações artísticas nas áreas de Teatro, Circo e Dança.

Teatro: 1º lugar: “Uma moça da cidade” – Grupo Ubu, 2º lugar: “A Fabulosa História do Guri-Árvore” – Marcelo Carvalho Leite, 3º lugar: “Revolução” – Teatral Grupo de Risco

Suplentes: 4º lugar: “Esparrela” – Grupo Teatral Palco Sociedade Dramática, 5º lugar: “Enquanto eu puder” – Carmem Lúcia Dias de Andrade Santos e 6º lugar: “O sapo encantado e outras histórias” – Grupo Teatral Unicórnio;

Circo: 1º lugar: “O grandioso Mini Cirquim nas Arábias” – Circo do Mato Grupo de Artes Cênicas, 2º lugar: “Tradicional Pocket Show” – Circo Le Chapeau, 3º lugar: “Bebê a bordo” – Anderson Lima

Suplentes: 4º lugar: “A Borboleta Mais Velha do Mundo” – Teatro Grupo Casa, 5º lugar: “Grand Finalle” – Pisando Alto e 6º “Delírios de Nito e outros devaneios” – Renderson Valentim Correia

Dança: 1º lugar: “Silêncio Branco“ da Ginga Cia. de Dança, 2º lugar: ”Deriva” – Plataforme-se de Jackeline Mourão e Ralfer Campagna, 3º lugar: ”Delírios – traços dançantes em Lídia Baís” de Társila Bonelli

Suplentes: 4º lugar: “… minhas pinceladas dançam“ do Funk-se; 5º lugar: “Tempos idos” da Associação Cultural Cia do Mato; 6º lugar: “Procedimento#6” – Jackeline Mourão Nunes.

Obras audiovisuais

Foram selecionadas 5 filmes de curta metragem e 4 filmes de média ou longa metragem.  Foram inscritas 60 propostas das quais 27 foram desclassificadas, 9 selecionadas e 24 suplentes. Foram selecionadas as seguintes propostas e suplentes:

Curta Metragem: Titulares – 1º lugar: Fujona (Luciene Luzia Bigattão), 2º lugar: Arte e Resistência (Cleverson de Oliveira Rojas), 3º lugar: O Kunumi e o Curupira (Tatiana Varela Besteiro), 4º lugar: Cinzas do Pantanal (Mariana Marques Barbosa), 5º lugar: @ana (Pedro Henrique Melo).

Suplentes: 6º lugar Mihe’aka Voxené: Simoné Veyopé Ûti (Abre Caminho: Nossas Câmeras Chegaram (Raylson Chaves Costa), 7º lugar Flores de Bálsamo (Karen dos Santos Mara); 8º lugar Dimitri (Gustavo Santana dos Santos), 9º lugar Babydoll (Adriano Paes dos Santos), 10º Restless (Fernanda Calixto), 11º Retrato do artista enquanto coisa (Filipi Diniz Silveira), 12º Entre palcos e calçadas transformando uma sociedade (Emy Mateus Santos), 13º lugar Original de Rua (Elio Angelo da Costa), 14º lugar Arrastro (Carlos Eduardo Modesto Fluhr), 15º lugar Las Promesseiras (Mara Lucia Silvestre), 16º lugar Cativo (Thales Albano Pimenta), 17º lugar Tortuosa (Isadora Tiemi Coelho Issagawa), 18º lugar Invocação (Kimberly Weiss Calves), 19º lugar Ventrilouco (Carolina Brandão Simurro), 20º lugar Uma gatinha branca (Aline Silva Vireira), 21º lugar Pyru’ã – A flor do centro da terra (Denise Lopes leal), 22º lugar Arte para Quem? (Wilson Viana de Almeida), 23º lugar Caminhos (Maria Angélica Chiang).

Média e Longa Metragem: Titulares – 1º lugar: Copa 181 (Danon Adão Ferreira Lacerda), 2º lugar: Campo Grande das Araras (Rosiney Isabel Bigatão), 3º lugar: Louvação Xangô (Thayná Cambará Beraldo), 4º lugar: mmp mínimo movimento possível (Reginaldo Borges Soares).

Suplentes: 5º lugar Com a palavra o Poeta (Fabricio Stefanie Borges), 6º lugar Sidrolândia, memórias (Janderson da Silva Gomes), 7º lugar Entre Parágrafos e Terra Vermelha: A Leitura no Mato Grosso do Sul (Hemilly Rayanne Correa da Silva), 8º lugar Porto Murtinho, histórias que precisam ser contadas (Edoart Neumann), 9º lugar Pedro Juan – O Filme (Davi da Rocha Lima), 10º lugar Mudança (Helton Pérez Marques).

Colunas