Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Obra de asfalto no Capão Seco segue em várias frentes de trabalho, com drenagem, base e terraplanagem na MS-258

A segunda etapa de pavimentação na MS-258, que liga o distrito de Capão Seco a Anhandui, segue em diferentes frentes de trabalho, com drenagem, terraplanagem e base. Em breve já vai começar a implantação da capa de asfalto. O investimento de R$ 27,9 milhões do Governo do Estado vai levar progresso e melhor infraestrutura da região. Os moradores vivem a expectativa de um acesso de qualidade, com aumento de vendas dos comerciantes locais.

De acordo com a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) já foram feitos 7 km de terraplanagem e implantados sub-base e base até 6 km. Agora está sendo executado os trabalhos de drenagem de tubo de concreto, sendo em um dos pontos a rotatória da rodovia. Depois destas ações vai começar a capa de asfalto, em um trecho de 21 km.

Os trabalhos começaram em junho do ano passado e seguem até o final de 2022. A região é importante por se trata de um polo agrícola do Estado, que com a obra vai reduzir em até 100 km de viagem o transporte de escoamento para Sidrolândia. A pavimentação na MS-258 estará entre as rodovias federais BR-060 e BR-163.

A região do distrito de Capão Seco recebeu a primeira etapa de pavimentação há três anos anos, em um trecho de 28 km. Esta segunda fase vai dar o prosseguimento a esta era de desenvolvimento, que visa gerar empregos, melhorar a renda e contribuir com a economia do Estado.

“Os investimentos em infraestrutura na rodovia buscam encurtar caminhos em uma região produtora, que vai se tornar uma artéria importante, integrando as regiões e gerando as oportunidades para população. Assim qualificamos a logística do Estado”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.

Ponte de concreto

Junto com a obra de pavimentação, também está sendo construída uma ponte de concreto sobre o Córrego Memória, na rodovia MS-258, em Sidrolândia. A nova estrutura terá 20 metros de extensão e 10 (metros) de largura, para melhorar o acesso ao local, dando mais segurança para quem trafega na região. O investimento é de R$ 1.498.003,07.

A troca de pontes de madeira por estruturas de concreto sempre foi uma das prioridades da gestão estadual, por meio do programa “Mais Pontes”. Neste ano seguem 24 obras espalhadas em diferentes regiões, com mais de R$ 61 milhões em investimento, para implantar 1.157,92 metros (pontes de concreto).

“São importantes investimentos em logística e infraestrutura que dão competitividade aos produtores, dando mais segurança ao tráfego e melhorando os acessos. As pontes de concreto sempre foram nossa prioridade”, ressaltou o governador.

Colunas