A nadadora olímpica Joanna Maranhão participa de audiência pública na Câmara dos Deputados sobre o abuso sexual infantil nas categorias de base.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Joanna Maranhão é eleita para o Comitê de Ética do COB

A Assembleia Geral do Comitê Olímpico do Brasil (COB) elegeu nesta terça-feira (12) os cinco integrantes do Conselho de Ética. E o destaque ficou por conta da escolha, para uma das vagas, de Joanna Maranhão, a primeira mulher e ex-atleta a compor o colegiado.

Joanna Maranhão é um dos três membros não independentes (que têm alguma relação com o comitê) do Conselho de Ética, junto com Sami Arap Sobrinho. Além disso, a entidade escolheu três membros independentes: Humberto Aparecido Panzetti, Ney de Barros Bello Filho e Guilherme Faria da Silva.

Em postagem em seu perfil no Twitter, a ex-atleta destacou o feito: “É preciso que mais mulheres e mais atletas ocupem e conquistem esses espaços com representatividade ativa e com conteúdo. Muito por fazer. Sigamos em frente!”.

Além do Conselho de Ética, a Assembleia Geral do COB escolheu os seis membros do Conselho Fiscal: Bianca de Azevedo, Ângelo Moniz Freire Vivacqua e Sebastião Dantas Ramos. Os três suplentes serão Marcus de Carvalho Mussa Gaze, Guilherme de Oliveira Campos e Marcos José de Carvalho Neto.

O presidente do COB, Paulo Wanderley, celebrou a realização do pleito: “A eleição transcorreu em clima de tranquilidade, participação maciça das Confederações, representantes dos atletas e membros do COI. Espero que os novos membros, alguns reconduzidos ao cargo, continuem exercendo o trabalho que estavam fazendo, atuando com independência como órgãos fiscalizadores”.

Colunas