Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

MS conquista 16 medalhas no Campeonato Brasileiro de Atletismo Paralímpico

Os atletas sul-mato-grossenses que participaram do Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de Atletismo Paralímpico 2022 voltaram para casa com medalhas. Foram 16 pódios alcançados no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo (SP). A competição foi realizada no último fim de semana, com organização do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Os representantes tiveram apoio do Governo do Estado, por meio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte).

Das 16 medalhas, três foram de ouro, quatro de prata e nove de bronze. Mato Grosso do Sul participou com três clubes: Associação Sprint Social – Atletismo de Inclusão e Paratletismo, Associação Campo-Grandense Paradesportiva Driblando as Diferenças (ADD-MS) e Associação dos Corredores de Rua e Pista de Campo Grande (Acorp/CG), todos de Campo Grande.

Entre os destaques da competição está Edilson Almeida, do clube Sprint Social, de Campo Grande. O paratleta de 26 anos, natural de Iguatemi, bateu dois recordes brasileiros, pela classe T35 (paralisia cerebral). Nos 1.500 metros, atingiu 5min40s31, ficando com o ouro. Já nos 5.000 metros, faturou a medalha de bronze, com a marca de 19min43s93.

Para Marli Cassoli, técnica da ADD-MS, o campeonato significou novas experiências. “Foi estranho para mim pela primeira vez ir para um Brasileiro de Atletismo com tão poucos atletas. Mas foi bom, foi maravilhoso, transformamos nossa situação”, conta a técnica, que teve a equipe diminuída por conta da mudança nos regulamentos.

De acordo com o CPB, o Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de Atletismo Paralímpico 2022 teve a participação de 631 atletas na capital paulista, promovendo encontros entre medalhistas paralímpicos e jovens promessas do paradesporto brasileiro.

“Mato Grosso do Sul já tem tradição em participar do Brasileiro de Atletismo Paralímpico e sempre trouxe muitas medalhas. Desta vez não foi diferente”, destaca o diretor-presidente da Fundesporte, Silvio Lobo Filho. “Mais do que subir ao pódio, nossos atletas também têm a oportunidade de adquirir experiência em meio a atletas de alto nível do paradesporto nacional”, conclui.

Confira abaixo os medalhistas sul-mato-grossenses:

OURO

Selma Vargas Ferreira (ADD) – 200m RR3 (47s42)

Rosenei Herrera (Acorp/CG) – 100m RR3 (23s96)

Rosenilda Aoyama (Sprint Social) – Arremesso de peso F63 (6,44m)

PRATA

Flávia Silvério Torquato (Sprint Social) – 100m RR3 (24s08)

Edilson de Ávila Almeida (Sprint Social) – 1.500m T35 (5min40s31) – Recorde brasileiro

Denner Turaça (Sprint Social) – Salto em distância T13 (5,89m) e nos 400m T13 (53s32)

BRONZE

Edilson de Ávila Almeida (Sprint Social) – 5.000 metros T35 (19min43s93) – Recorde brasileiro

Jhonatan Bento Gamarra (ADD) – Arremesso de peso F35 (9,02m)

Jean Adriano Rodrigues (ADD) – 5.000m T37 (20min32s71)

Dalton Andrade (Sprint Social) – 100m T11 (12s41)

Jonatas Barbosa (ADD) – Lançamento de disco F35 (30,99m) – Recorde da competição

Nathalya Mendonça (Sprint Social) – 100m T13 (14s41)

Patryk da Silva (Sprint Social) – 200m T37 (28s78)

Luan Roberto Souza (Sprint Social) – 200m T38 (28s74)

Selma Vargas Ferreira (ADD) – 100m RR3 (25s44)

Colunas