Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Conselho Municipal fiscaliza asilo onde idosos foram agredidos

O Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) esteve presente na manhã desta sexta-feira (26) na Casa do Aconchego, instituição de longa permanência de idosos cuja presidente Suely Gomes dos Santos foi flagrada por câmeras de segurança interna agredindo fisicamente e verbalmente moradores do local.

Conforme informações repassadas pela conselheira Késia Dias, a fiscalização, além de fazer parte da rotina do órgão, também foi realizada por conta das denúncias. Na entidade, foram apenas verificados o serviço prestado e o bem estar de todos os 24 idosos. “O conselho deve prezar pelo bom funcionamento do local”, afirma a conselheira.

Ainda de acordo com Késia, um relatório será feito pela CMAS e deve ser encaminhado para a Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS).

Na manhã desta sexta também esteve presente na instituição Regina Matos. A advogada foi visitar o tio de 84 anos. O idoso deu entrada na instituição há um ano e meio, quando ainda estava na administração passada. “Eu não sabia. Fiquei sabendo de tudo ontem à noite”, revela Regina, ao ser questionada sobre as agressões. Segundo ela, o tio nunca reclamou do local.

Agressões

Os vídeos das câmeras internas do local foram obtidos pelo ex-enfermeiro e ex-responsável técnico do asilo, Mariomar Alberto Alves da Silva, que denunciou o caso ao Ministério Público e à Polícia Civil.

De acordo com a denúncia da promotora Cristiane Barreto Nogueira Rizkallah, o profissional afirma que Suely “não possui tato e aptidão para lidar com idosos, sobretudo com aqueles que possuem patologias de ordem mental e/ou neurológica, tendo a requerida comportamento explosivo que os assusta e os amedronta”.

Investigação

Conforme manifestação do MPMS no âmbito da ação civil pública movida contra a gestora da instituição, o equipamento de registro do circuito interno de segurança da Casa do Aconchego foi apreendido na última terça-feira. A apreensão se deu em cumprimento à medida protetiva aplicada no bojo da ação em trâmite na Vara da Infância, Adolescência e do Idoso.


Com Informações: G1.com

Colunas