Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Estoques de sangue tipo O- e O+ seguem em situação crítica no Hemosul

O Hemosul Coordenador segue com estoques em situação crítica para os tipos de sangue O- e O+, mas doadores de outras tipagens também são bem vindos. Dados de monitoramento da instituição mostram que na última sexta-feira (18), o estoque estratégico do sangue tipo O- apresentava déficit de 64%, e O+ de 40%.    

Neste sábado (19), a instituição que fica na Fernando Correa da Costa, na Capital, funciona das 7h às 12h. Para doar basta comparecer à unidade com documentos pessoais, estar bem alimentado e bem de saúde. Além dos critérios tradicionais como: ter entre 16 a 69 anos e pesar 55kg ou mais, é importante ficar atento ao intervalo necessário para quem se vacinou contra a Covid: Coronavac são 48h e para a Astrazeneca, Pfizer e Janssen intervalo de 7 dias. O Hemosul também reforça que doenças respiratórias deixam o doador inapto enquanto doente. 

Também é importante ficar atento aos novos critérios para quem pegou ou teve contato com alguém confirmado da Covid. Pessoas com diagnóstico positivo ou suspeito podem doar depois de 10 dias da completa recuperação da doença; quem testou positivo e não apresentou sintomas da doença, pode doar 10 dias após o teste; quem teve contato com caso positivo, pode doar 7 dias após o ultimo contato; pessoas em isolamento voluntário ou por indicação, podem doar ao final do período. 

Outras dúvidas podem ser esclarecidas através do site www.hemosul.ms.gov.br, nas redes sociais do Hemosul: @hemosulms ou pelo telefone (67) 99298-6316.

Colunas