Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Com projeto aprovado pelo FIC, Cia Dançurbana leva dança para crianças e jovens de Sidrolândia

Nos dias 11, 12 e 13 de abril, a Cia Dançurbana realiza em Sidrolândia o projeto “Aqui, Ali e em Todo Lugar”, com apresentação de espetáculos infantis e oficina de dança para arte-educadores e professores. A abertura do projeto será na segunda-feira (11), às 15 horas, com a apresentação do espetáculo “K-ZUU”, na Câmara Municipal de Sidrolândia. Na terça-feira (12), às 15 horas, a companhia encena o espetáculo “R.U.I.A – Realidade Ultrassônica de Invasão Aleatória”, na Escola Municipal Pedro Aleixo e, na quarta-feira (13), das 14h às 18 horas, será realizada a oficina de dança na Câmara Municipal de Sidrolândia. O projeto está sendo realizado com o incentivo do Fundo de Investimentos Culturais (FIC), da Fundação de Cultura de MS (FCMS), do Governo do Estado de MS.

Além de fomentar a formação de arte educadores e professores da rede pública de ensino com a oficina “Que dança se dança na escola?”, o projeto “Aqui, Ali e em Todo Lugar” busca levar espetáculos de dança para crianças e adolescentes, aproximá-los das Artes, oportunizar o acesso à cultura, abrindo um novo horizonte de possibilidades.

“A Cia Dançurbana tem um trabalho sociocultural muito forte há muitos anos. Cerca de 90% do nosso elenco é oriundo de projetos sociais, que eram realizados na periferia de Campo Grande e nas escolas públicas, por isso nós sempre tivemos esse desejo de estar nas escolas, com a comunidade, trocando com as crianças e adolescentes, porque foram projetos como este que trilharam um futuro possível para os integrantes da Cia Dançurbana. Então, nós acreditamos que plantando uma sementinha nesses espaços educacionais nós também estamos desenvolvendo um desejo e a possibilidade de uma atuação profissional de crianças e jovens na área das Artes. E isso faz parte da nossa missão”, realça Marcos Mattos, diretor da Cia Dançurbana.

Com 20 anos de atuação, a Cia Dançurbana vem se dedicando à criação de espetáculos infantis desde 2017. Os espetáculos que são apresentados em Sidrolândia, “K-ZUU” e “R.U.I.A – Realidade Ultrassônica de Invasão Aleatória”, são frutos da experiência do grupo com a comunidade escolar. Para as criações destes trabalhos o grupo propôs a transversalidade de linguagens: poesia, brincadeiras, teatro, música, palhaçaria, contação de história e dança. Para tanto, o diretor e os intérpretes-criadores participaram de diversas oficinas e workshops. Em paralelo, a companhia fez uma ampla pesquisa bibliográfica, se aprofundou nos estudos e pôde descobrir mais sobre a infância por meio de uma linha de pensamento proposta por Rudolf Steiner, a Antroposofia, que discorre sobre a subdivisão da infância e da vida adulta em diferentes setênios (ciclos).

Espetáculo “K-ZUU” foi criado para crianças de 0 a 7 anos – primeiro setênio

Nomeado em referência ao instrumento musical kazoo, a onomatopeia que sugere o som de alguns insetos e a imagem do casulo invólucro que protege alguns seres em processos de transformação, o espetáculo “K-ZUU” se inspira na imagem da metamorfose de uma lagarta para criar um ambiente referenciado pelo próprio ciclo da criança: o desenvolvimento do ser, unidade onde o que é físico, anímico e espiritual se misturam.

Espetáculo “R.U.I.A” foi criado para o público de 7 a 14 anos – segundo setênio

Voltado para aqueles que tem entre 7 e 14 anos, período em que acontece o desenvolvimento das relações sociais, da memória cronológica e da compreensão da ligação entre causa-efeito, o espetáculo “R.U.I.A – Realidade Ultrassônica de Invasão Aleatória” recria o recrear e lança mão de estímulos e objetos que são ressignificados e reinventados para propor um ecossistema habitado por criaturas mimológicas, brincadeiras e jogos da infância.

Além de Sidrolândia, o projeto também será realizado em Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante, Dourados e Campo Grande. Mais informações em www.dancurbana.com.br/Fanpage ou pelo Instagram.

Colunas