Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Fazenda Corredor garantem obras e atendimento direto para jovens, idosos e famílias de Costa Rica

Ao menos 200 pessoas vão ser diretamente beneficiadas em Costa Rica pelos primeiros R$ 45 mil repassados pelo projeto social originado da concessão da MS-306, por iniciativa da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (AGEMS), a concessionária WAY 306 e produtores que já aderiram à proposta. Idosos, crianças e famílias inteiras vão ganhar melhoria de espaço físico e de materiais de consumo direto com os investimentos que serão feitos pelas entidades.A entrega simbólica dos recursos foi feita na tarde de hoje (28), na Prefeitura do Município.

“A Agência fez questão que esse repasse fosse feito o mais rápido possível, porque o projeto tem essa característica: é uma ação rápida, sem burocracia, em que o dinheiro vai direto do produtor para a entidade. O presidente Carlos Alberto de Assis espera que cada vez mais agricultores façam a adesão e possamos levar essa ideia para todo o Mato Grosso do Sul e o Brasil”, afirmou o coordenador da Câmara Técnica de Rodovias, Edson Delgado, representando a direção da AGEMS.

Abrigo, alimento e apoio

A agilidade surpreendeu as entidades beneficiadas, convidadas esta semana pelo Grupo Bürgel para receberem R$15 mil cada uma. Com 21 residentes, a capacidade máxima, a Associação Lar Recanto dos Idosos Roberto Lopes Gonçalves vai executar uma obra emergencial que inclui a troca de pisos convencionais por antiderrapante, uma obrigação legal de extrema necessidade para a segurança dos moradores. “Somos carentes de tudo. Temos projeto de ampliação, temos as demandas de rotina, como fraldas e outros itens e estamos muito felizes de ter esse recurso para a obra que precisamos fazer de imediato”, comemorou a presidente Margarida Fátima Silva.

Na Casa da Sopa, um dos vários projetos executados pelo Centro Espírita Amor e Caridade, o dinheiro vai ajudar na retomada da distribuição semanal de refeições. Suspenso temporariamente em razão da pandemia, o benefício volta a ser oferecido para ao menos 100 pessoas a cada vez. Os novos recursos que chegaram serão usados para ampliar o espaço desse atendimento.

Segundo o vice-presidente da entidade, João Marcos Correia de Toledo, falta pouco para concluir a remodelação e criação de novos espaços e salas, que atendem não apenas famílias em busca de refeição, como atividades extras para as crianças. “Terminando as obras vamos atender mais pessoas”, conta, entusiasmado.

Saúde e educação

Para a presidente da APAE de Costa Rica, Luciana Inácio, a grande vantagem da doação é poder suprir uma área de trabalho para a qual a entidade não tem verba garantida. Diferente do trabalho educacional oferecido, que conta regularmente com verba do FUNDEB (Fundo de Desenvolvimento da Educação), as instalações e serviços ligados diretamente à saúde precisam desse apoio. “Temos 76 crianças e adultos assistidos e precisamos terminar obras de banheiro e vestiário das instalações de hidroterapia, contratar profissionais. O dinheiro veio muito rápido, vamos definir direitinho esse investimento”, festeja.

Reequilíbrio na Tarifa

Fiscalizada pela AGEMS, a concessão da MS-306 tem a tarifa de pedágio como um dos itens avaliados. Investimentos cumpridos e melhorias executadas são considerados nas revisões tarifárias ao longo do período concedido.

Como o projeto Fazenda Corredor permite a manutenção de áreas tradicionais plantadas, a WAY 306 vai deixar de implantar muitos quilômetros de cerca, o que significa redução de custo. “Quando uma atividade deixa de ser feita, seu custo é ‘devolvido’ para a tarifa. Nosso contrato vai ser reequilibrado, então, futuramente esse impacto vai aparecer na tarifa”, lembrou o presidente da concessionária, Paulo Lopes.

O prefeito Cleverson Alves dos Santos elogiou o resultado da iniciativa que está aproveitando a terra, produzindo e gerando benefício para quem precisa. “Essas entidades são extremamente importantes para a nossa cidade. É mais um ponto positivo da concessão, assim como o ISS que recebemos, que não tem contrapartida nenhuma da prefeitura. É um recurso que estamos recebendo e estamos investindo no cidadão”, afirmou.

A entrega dos recursos às entidades foi feita pelo produtor Rudinei Bürgel, do Grupo Bürgel. Também participou da cerimônia Nelson Pedó, representando as Sementes Padrão, que também fez esta semana repasse de R$4.500,00 para duas entidades de Chapadão do Sul e Paraíso das Águas.

Colunas