Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Em última live Covid, adjunta de saúde pede bom senso e reforça importância da vacina

“Dia 6 de abril de 2022 estamos aqui novamente na nossa live. Hoje é um dia muito importante pra gente, porque é o dia de encerramento das nossas lives. Então é o dia de gratidão, de agradecer a Deus por estarmos vivos. O meu muito obrigada a você que nos acompanhou sempre nesses 2 anos e pouco de lives”, destacou a secretária adjunta da Secretaria de Saúde, Christinne Maymone  durante transmissão ao vivo nesta quarta-feira. 

A gestora lembrou que isso não significa o fim da pandemia, que quem determinará isso será a Organização Mundial de Saúde (OMS). “Estamos num momento de mais flexibilizações, e estamos convivendo com a doença de forma que a gente tem controlado. Através de atitudes próprias e individuais nossas, e através principalmente da ciência, por meio da vacina. Nós temos vacinas, nós temos testes, então se você tem algum sintoma não deixe de testar, e nós continuamos com nosso monitoramento”. 

Maymone também reforçou a importância da população manter a vacina em dia. “É importante você tomar todas as doses da vacina. Nós temos que  quebrar o tabu, se vão ser 4, 5 ou 6 doses, não importa. O que importa é que a ciência fez uma vacina que protege contra casos graves e os óbitos. Neste momento nós estamos precisando ainda de 4° dose. Talvez o vírus não mute mais, talvez só a 4° dose dê conta por esse ano. Nós não sabemos e não temos bola de cristal, trabalhamos com a ciência e evidência científica. E a evidência científica traz para gente que a 4° dose da vacina em pessoas mais vulneráveis acima de 50 anos e com comorbidades, dá um aumento de booster de 86% de eficácia. Melhora muito os seus anticorpos para combater o vírus”.

Outro pedido foi que a população continue acompanhando os dados referentes a Covid nos boletins que serão publicados no site www.coronavirus.ms.gov.br. A previsão é que os dados sejam publicados semanalmente, e caso hajam novos surtos da doença, voltarão a ser diários. 

Boletim Covid

Nesta quarta-feira (06) foram registrados mais 165 casos de Covid em Mato Grosso do Sul. Campo Grande (61), Dourados (56), Paranaíba (12) e Itaporã (11) lideram a lista de municípios com novas infecções. A média móvel indica 152 casos diários na última semana. 

Na evolução da média móvel apresentada pela secretária adjunta da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Christinne Maymone, durante a live desta quarta, a média móvel de casos registra queda de 83% no comparativo com os últimos 21 boletins. 

O novo boletim epidemiológico também confirma três mortes pela doença no Estado ocorridas entre os dias 13 de março a 4 de abril. Com idades entre 60 e 65, as vítimas residiam em Campo Grande. A média móvel de óbitos no Estado está em 2.  

De 1.986 casos ativos no Estado, 26 são pessoas hospitalizadas em leitos clínicos (12) ou de unidade de terapia intensiva (14). No comparativo com os últimos 21 boletins, haviam 95 internados no dia 17 de março, representando uma redução de 72%. 

A taxa global de ocupação de leitos SUS/UTI adulto por macrorregião de internação é de 66% em Campo Grande, 55% em Dourados, 35% em Corumbá e 30% em Três Lagoas. 

Confira aqui o detalhamento do boletim Covid e Influenza desta quarta-feira. 

Colunas