Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Governo decreta ponto facultativo em 22 de abril e espera fomentar turismo

Decreto publicado nesta terça-feira, dia 19, declara ponto facultativo na próxima sexta-feira, dia 22 de abril. Com a medida o governador Reinaldo Azambuja espera fomentar o turismo em Mato Grosso do Sul, já que neste período acontecem os desfiles das Escolas de Samba, na Capital e em algumas cidades do interior do Estado.

Lembrando que o ponto facultativo não vale para as unidades e serviços considerados essenciais que, por sua natureza, não possam ser paralisados ou interrompidos.

Já a quinta-feira, dia 21, feriado de Tiradentes, lembra a luta de Joaquim José da Silva Xavier, enforcado em praça pública, no Rio de Janeiro, em 21 de abril de 1792. Ele participou ativamente da Inconfidência Mineira e foi condenado à pena de morte.

Ainda falando de Carnaval: O carnaval de rua fora de época de Campo Grande e Corumbá conta com apoio financeiro do Governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura. Os repasses já transferidos para as entidades carnavalescas, totalizando R$ 1,2 milhão, e contemplam as escolas de samba e os blocos oficiais.

Considerado o mais tradicional e melhor carnaval do interior brasileiro, Corumbá recebeu R$ 760 mil: R$ 400 mil para as escolas de samba e R$ 220 mil para os blocos. O Governo do Estado ainda liberou R$ 140 mil par custear despesas na organização da folia pantaneira, que terá dois shows nacionais: Tatau (ex-vocalista da banda Araketu), no dia 20, e Chiclete com Banana, no dia 24.

Já para as escolas de samba de Campo Grande o Governo do Estado destinou R$ 500 mil. Na Capital, o desfile ocorrerá em três dias, na Praça do Papa (Bairro Santo Amaro). No dia 20, saem as escolas Herdeiros do Samba e Cinderela Tradição do José Abrão; no dia 21, Deixa Falar, Vila Carvalho e Unidos do Bairro Cruzeiro; e no dia 22, Igrejinha e os Catedráticos do Samba.

Colunas