Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Etapas de vacinação contra aftosa são invertidas em Mato Grosso do Sul

A Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) publicou no Diário Oficial desta terça-feira (5), o calendário oficial de vacinação contra a febre aftosa para Mato Grosso do Sul.

Excepcionalmente para o ano de 2022 as etapas serão invertidas e os pecuaristas deverão vacinar todos os bovinos e bubalinos com até vinte e quatro meses de idade na primeira etapa (em maio) e, todo o rebanho bovino e bubalino, de mamando a caducando, na segunda etapa em novembro.

Segundo o diretor-presidente da Iagro, Daniel Ingold, a decisão atende determinação do Ministério da Agricultura, pecuária e Abastecimento (Mapa) e foi definida somente para os estados que compõem o Bloco IV dentro do Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância da Febre Aftosa (PE-PNEFA). Além de Mato Grosso do Sul no bloco estão ainda os estados da Bahia, Distrito Federal, Espirito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Sergipe, São Paulo e Tocantins. Juntos, os dez Estados somam aproximadamente 61,3 milhões de bovinos e bubalinos de zero a 24 meses que deverão ser imunizados no mês de maio de 2022. 

Conforme explicou Daniel, a mudança vem para tentar solucionar a demanda de vacinas contra febre aftosa com o cronograma previsto de produção da indústria e foi adotada após discussão com os serviços veterinários estaduais do Bloco.  

Além de estabelecer o calendário de vacinação contra a febre aftosa, para o ano de 2022, em todo o Estado de Mato Grosso do Sul – com as alterações de procedimentos, em caráter excepcional – a Portaria determina ainda que os estabelecimentos rurais com saldo de rebanho bovino e/ou bubalino (levando-se em consideração a região sanitária de localização) deverão seguir o calendário de vacinação contra a Febre Aftosa conforme as tabelas abaixo para cada região sanitária, que hoje são duas: Planalto e Pantanal.

CALENDÁRIO VACINAÇÃO FEBRE AFTOSA 2022 NO ESTADO

Confira aqui o calendário de vacinação nacional

Colunas